Não foi possível carregar o Diqus. Se você é o moderador, por favor veja o nosso guia de problemas.

A favor da luta pela terra • 3 meses atrás

Se vcs não conhece não julguem sem.saber ali exitem pessoas honesta e trabalhadora vcs já pararam pra da uma passada lá e ver como e quem.são os acampados como e a vida dele a luta que eles levam no dia dia vcs não podem sair jugando sem sabe lá tem pessoa trabalhadeira em busca de um.pedaço de terra pra planta e tbm tira o sustento de lá e outra como o altomany disse se e da prefeitura e do povo de são Carlos não julguem meus queridos sem.vcs saberem pq não sabemos nada o que as pessoas passam nem lá nem e lugar algum não estao na pele deles pra sabe o frio que passam nos barracos a chuva que levam por isso que hj em.dia ta asim o mundo ta bagunçado .pq nos julgmos sem.saber a real história pq olhamos e julgamos,pq um faz merda e o resto paga mas não e assim abraços a todos

Paulo • 6 meses atrás

Invasão de terra é coisa de comunista vagabundo, pau neles!

cidadão • 6 meses atrás

que oportunidade de jogar uma bomba nesse lugar!! acabaria com os marginais invasores de terras e com políticos ineficientes numa tacada só!

Sincero • 6 meses atrás

Conheço um destes "sem-terra" que tinha uma Hilux de cor preta (que estava no nome do cunhado, laranja, claro) até outro dia destes, e que atua no meio só faturando. No momento ele tem uma chácara numa área irregular na região do posto castelo...
Ah, lembra do caso da invasão na área de proteção ambiental de Itirapina no ano passado? Ele também estava lá... só capitalizando, levando as lideranças do pessoal pra S. Paulo, em "reuniões", onde poucos levavam muito em acertos com políticos.
Tem gente necessitada sim, porém tem muito vagabundo espertalhão faturando no meio...
Este é o retrato do Brasil.

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

A GRANDE MAIORIA DAS FAMÍLIAS MERECE A TERRA, SIM !!....Quanto aos "espertalhões", grato pela sua sinceridade, Sincero !! Eles existem, realmente, em todos os grupos humanos.

cidadão • 6 meses atrás

quem "merece a terra" é quem paga por ela. invasores tem que tomar chumbo grosso. quer ter terras, faça como todos os outros cidadãos: trabalhe, guarde dinheiro e compre!

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

Ate que vc estaria certo, caso vivessemos em um pais onde fosse possível sobrar dinheiro de um tao miserável salário mínimo

Defensor de Direitos Humanos • 6 meses atrás

É assim que pensam os "cidadão de bem" que apoiam gente tipo #Bolsonaro2018. Deveriam mandar pessoas como você serem fuziladas em Cuba.

Paulo • 6 meses atrás

E fuzilamento para os direitos humanos que só defendem bandidos!

Paulo • 6 meses atrás

Fuzilar você também seu arrombado comunista de merda!

cidadão • 6 meses atrás

veremos quem é que vai ser fuzilado quando a guerra civil for declarada: os que trabalham e produzem pelo seu país ou os que invadem e roubam

Paulo • 6 meses atrás

Não tô entendendo.
74% da área é reserva, não pode derrubar. Não vão permitir.
Tão brigando pelos 26% restantes?
Deve ter ouro por lá.

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

Se for verdade, Paulo, mesmo assim é possível ser realizado uma ECOVILA AGRÍCOLA nos aproximadamente 33 alqueires restantes, retirando os eucaliptais exóticos lá existentes e substituindo-os por florestas produtivas, utilizando a técnica da agro-floresta, totalmente compatível com a área. Na verdade, melhora-se sensivelmente os ecossistemas ali existentes, a biodiversidade e a proteção às nascentes. Outros projetos que beneficiam enormemente a população de São Carlos também podem ser realizados na fazenda Capão das Antas, em enriquecedora interação com a ECOVILA AGRÍCOLA, tais como um Centro de Pesquisas, um Espaço de Educação Ambiental e um "Sítio Didático", como complemento dos espaços verdes das escolas. Estas propostas estão sendo feitas à Prefeitura e ao Incra desde 2011. VER MAIS EM : http://jornaldosgruposambie...

Juvenal Jamboulo • 6 meses atrás

Quanto comentário bosta, meu deus! Aquela adora abordar pelo achismo e tomar isso como verdade, sem nem ao menos saber argumentar pelo assunto ou generalizar problemas que as vezes nem existe! Não sei se isso é pior, ou os imbecis que tratam politica como time de futebol.

jely • 6 meses atrás

Brasil da vergonha agrária.Espere que Papai LULA vai voltar e voltará a farra do boi.

Tucano Ladrões =o pt • 6 meses atrás

Vai na universidade federal e pergunta para os engenheiro que presto serviços aos sem terra .aqueles que trabalha sabe a de plantar e de colher .agora nego aqui so sabe abrir a geladeira e comer embutido kkkkk.logico que tem vagabundo no meio querendo sitio .tem outros que depois vende a troco de pinga

Guasca • 6 meses atrás

Se puxar a ficha de bens dessa rapaziada não sobra um com lote ai.
O Próprio local ja diz CAPAO local este que é uma mata em meio a plantaçoes serve de corredor e moradias para animais silvestres.
Neste local há um riacho sendo que o mesmo esta dando dó .
Era limpo agora os "moradores" usam ele para lavar roupa louça etc.
Concordo com a reforma agraria e em colaborar com pequenos agricultores ou para meios de subsistencia .
Mas infelizmente nada no Brasil anda direito .
E quando começa andar direito logo deturpam .
Portanto essa forma de assentamentos não é correto.

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

Oi Guasca !!....O riacho que vc fala é uma das nascentes do Ribeirão do Feijão, que recebe, na verdade, a nossa proteção desde 2012. Até pouco tempo a prefeitura deixava um criador de gado defecar e morrer nas águas que são bombeadas para os são-carlenses beberem. Veja como denunciamos e DEFENDEMOS OS INTERESSES DO POVO DE SÃO CARLOS : http://capaodasantas.blogsp...
Quanto a lavar teréns e roupas no riacho, não é do meu conhecimento, embora visito o local constantemente. Algum evento super isolado e insignificante pode ter acontecido. Também, na verdade, já fizemos outras denúncias SOBRE POSSÍVEIS CONTAMINAÇÕES ANTIGAS DAS ÁGUAS pelo ex-proprietário da fazenda e pela Companhia responsável pelos trens de carga. Tente mais informações contatando o pesquisador Joelson Gonçalves : http://www.academia.edu/290...
O BRASIL ANDA MEIO TORTO....MAS PELO MENOS ANDA !!!!....NÃO PODEMOS DESISTIR DIANTE DAS DIFICULDADES !!

Guasca • 6 meses atrás

Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pela educação em todos seus comentários , oq é mt difícil hj .
Fui até os links enviados por vc Luiz, as idéias e as propostas são mt boas , espero que vcs consigam implantar todas .
Boa sorte Luiz e aos outros que ai estão com o propósito de seguir as intenções do documento criado.

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

Gratidão, Guasca, também pelos outros. Em sintonia....

Paula Tejando • 6 meses atrás

Fala basta aqui é fácil! Quero ver vocês da língua grande ir lá e fala bando de fdp.

Guasca • 6 meses atrás


Teve um senhor que foi violentamente agredido com fraturas nos ossos , por outros assentados .
Devido a falar abertamente que ali a maioria sao todos vagabundos, em uma dessas reunioes com o representante do Incra .
E tomaram o lote dele .
Portanto só por essa da para ter uma base dos TRABALHADORES que estão neste assentamento.

cidadão • 6 meses atrás

tudo bandido. tem que mandar o choque da PM pra cuidar desses "trabalhadores"

Defensor de Direitos Humanos • 6 meses atrás

Trabalhador pobre da periferia que é oprimido pelo "cidadão de bem". Esses sim é que merecem alguma coisa. O "cidadão de bem" merece mesmo é tomar tiro de comunista.

Paulo • 6 meses atrás

E você também, bala quem quer bala!

Paulo • 6 meses atrás

Esse blá blá de divisão de classes, divisão de raça e gênero é coisa implantada por esse partido FDP comunista que é o PT, disseminou o ódio entre as pessoas classificando-as de pobre e rico, bom e mau, estamos cansados dessa balela petista!

cidadão • 6 meses atrás

aguardo ansiosamente pela declaração aberta dessa guerra civil. comunas vão pro paredão em praça pública

Paulo • 6 meses atrás

Não tenha dúvida, vamos varrer o país desses vermelhos safados e vagabundos, vamos retomar o Brasil que é nosso!

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

VOCÊ VAI NEGAR O DIREITO DE 96 DIGNAS FAMÍLIAS POR CAUSA DE NO MÁXIMO MEIA DÚZIA ?....Problemas ocorrem em todos os ambientes humanos, inclusive aí onde você mora ou trabalha, embora certamente sejam outros problemas. Isso mostra o quanto precisamos nos ajudar e não nos condenar.

Carlos • 6 meses atrás

Vão produzir o que mais bandidos e noias já tem bastante !!!!
Trabalhar pra conseguir alguma coisa não pode né

Reinaldo • 6 meses atrás

Bando de vagabundos!

Viva Zapata • 6 meses atrás

Cambada de vagabundos, tudo sem vergonhas, esses safados tem casas própria no Aracy, cruzeiro, monte Carlo, pau neles, tudo PTralhas e CUTSUJOS!

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

O Carlos e o Reinaldo que somente xingaram não merecem resposta, mas você, Viva Zapata, mencionou que muitos tem casas na cidade. TER UMA CASA (até um certo valor) NA CIDADE NÃO É UM IMPEDIMENTO PARA SE RECEBER TERRA DO INCRA. O que as famílias requerem é que a sociedade e o governo reconheçam o seu DIREITO À TERRA e não à casa própria.

cidadão • 6 meses atrás

imagina se todo cidadão for "exigir direito à terra"?? Eu não tenho nem casa própria e não saio invadindo nada dos outros. Ao contrário: trabalho todos os dias e tento juntar um dinheiro, pra algum dia comprar HONESTAMENTE um imóvel.

Luiz • 6 meses atrás

Olha o jeito q vc fala seu fdp do cara, meu tio mora la pq ele precisa, ele n tem casa e nem carro, entao vc ve como vc fala de quem mora la pq n são todos q tem casa propria.

cidadão • 6 meses atrás

eu tb não tenho casa nem carro, e em vez de invadir o que é dos outros, trabalho duro todos os dias pra algum dia poder comprar algo honestamente. não esconda banditismo atrás de dificuldades!

Zeca Raio • 6 meses atrás

O que é produzido por eles hoje ?

cidadão • 6 meses atrás

bastante coisa: roubos, desmanches, tráfico...

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

ZECA, BASTA TE OFERECER O LINK : http://agrariossaocarlos.bl...

Zeca Raio • 6 meses atrás

Não foi uma crítica, eu realmente desconhecia o que era produzido lá. Obrigado pelo link.

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

Gratidão, Zeca !!....Agora em sintonia !!

Amavyss • 6 meses atrás

São Carlos agora escolhe quais comentários publicar. Vou mandar de novo, o povo não precisa ser massa de manobra.

Assim é fácil! Eu não quero comprar terra, então vou ocupar uma terra que não é minha e pleitear direitos sobre essa terra. Esse tipo de comportamento introduzido pelo MTST virou moda, com certeza muita gente ai tem outros imóveis (como casas de programas do governo), tem carro 0km, ganha bolsa família e quer ganhar mais alguma coisinha. Falam em crise, mas crise existe pra quem não quer trabalho. Eu digo trabalho, pegar no batente, 12 as vezes 14 horas por dia como eu faço, pq esse povo não quer trabalho e sim serviço. Um lugar pra encostar a barriga e ficar no zap o dia todo ou ficar no facebook reclamando que tá cansado. Enquanto isso, eu, que trabalho de 12 a 14 horas por dia no meu negócio para que ele cresça, compro um imóvel no MCMV pra pagar em 30 anos. Essa é a realidade, eles querem a terra e não querem pagar.

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

Amavyss, a questão não é "não querer comprar uma terra", mas "não poder comprar uma terra". A sua opinião está aparentemente certa, pois tem por base um conceito de justiça. VOCÊ ACREDITA, DE VERDADE, QUE UMA FAMÍLIA QUE GANHA ATÉ DOIS MIL REAIS TERÁ POSSIBILIDADES DE UM DIA MUITO NO FUTURO ACUMULAR NA POUPANÇA ....duzentos mil reais para comprar pelo menos um alqueire de terra ?....Ninguém vai responder que sim, não é ?....Então agora você entendeu o porquê da Reforma Agrária ?....Além disso, veja como a sociedade tem errado por séculos e milênios se apropriando daquilo que ninguém fez nada para que existisse ::a terra, a água, o ar e a luz do sol. Como pode algo ser vendido se foi encontrado pronto ?....Este é o princípio da INALIENABILIDADE DA TERRA. Você será muito mais feliz se trabalhar para conquistar valores interiores e não viver dedicando grande parte de sua vida na louca corrida por ser dono(a) de mais, e mais, e mais....de coisas materiais. Para conquistar um pouquinho de um "bem interior", conheça mais em GUARDIANIA E USUFRUTO DA TERRA : http://ambientesocial-blog....

cidadão • 6 meses atrás

compre um alqueire de terra lá no meio de goiás, que não custa nem um centésimo desse valor. se for pensar assim, eu tb jamais terei dinheiro pra comprar um apartamento na Av. Paulista, então vou lá invadir um e ficar gritando que "é meu direito".... MARGINAIS!!

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

Ei "cidadão", nao se aplicam as mesmas conclusões a situações aparentemente iguais.(um apto, por ex, poder ser muito caro porque a sua construção ficou cara (eh lógico), mas ninguém construiu a terra para ser vendida mais cara ou menos cara. Alem disso, a terra eh um bem essencial e um apto chique eh um bem supérfluo). Tambem me pareceu que voce, por algum motivo particular (tipo, defender o seu status ou algum problema psicológico do passado), estah se escondendo por trás da imagem de um pobre. Mas se voce for pobre de verdade, então se cuide para ser mais inteligente e também não trair os interesses e direitos dos seus vizinhos.

Comunista • 6 meses atrás

Típico pensamento capitalista de direita radical. O "cidadão de bem" que oprime o pobre trabalhador da periferia. Dá para perceber que pessoas como você criminalizam pobres somente por serem pobres. Pessoas como você deveriam ser mandadas para Cuba para os comunistas darem um jeito em você.

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

Em sintonia parcial, frater !!....Soh não concordo com métodos totalitários

cidadão • 6 meses atrás

redondamente enganado! EU SOU o "pobre trabalhador da periferia". ralo de sol a sol, contando as moedinhas, pra algum dia tentar comprar uma casinha própria. enquanto isso safados invadem terras alheias. marginais se fazendo de coitadinhos!

Luiz Antonio Vieira Spinola • 6 meses atrás

Se eu estiver errado, me perdoe, mas o seu jeitinho de se expressar não corresponde ao de um pobrezinho que ainda não conseguiu comprar "ä sua casinha" e sim ao de alguém que estah se escondendo, inclusive sem se identificar. Olha, a gente pode ateh ter opiniões diferentes, mas deixa de ofender as pessoas. Isso apenas leva a discórdias e a desejos de mutua-aniquilação(guerra). Não acha melhor a gente continuar conversando numa boa, com apresentação de argumentos e não com ofensas?. (embora vc não me ofendeu, grato por isso).

Amavys • 6 meses atrás

Assim é fácil! Eu não quero comprar terra, então vou ocupar uma terra que não é minha e pleitear direitos sobre essa terra. Esse tipo de comportamento introduzido pelo MTST virou moda, com certeza muita gente ai tem outros imóveis (como casas de programas do governo), tem carro 0km, ganha bolsa família e quer ganhar mais alguma coisinha. Falam em crise, mas crise existe pra quem não quer trabalho. Eu digo trabalho, pegar no batente, 12 as vezes 14 horas por dia como eu faço, pq esse povo não quer trabalho e sim serviço. Um lugar pra encostar a barriga e ficar no zap o dia todo ou ficar no facebook reclamando que tá cansado. Enquanto isso, eu, que trabalho de 12 a 14 horas por dia no meu negócio para que ele cresça, compro um imóvel no MCMV pra pagar em 30 anos. Essa é a realidade, eles querem a terra e não querem pagar.