Não foi possível carregar o Disqus. Se é um moderador, por favor leia o nosso guia de resolução de problemas.

JOSE PEREIRA • há 3 meses

que se saiba quem negociou este modelo foi Albuquerque e Passos Coelho e agora os outros que resolvam

CIS • há 3 meses

A procura varia de acordo com o preço - preços mais baixos atraem mais procura, preços mais altos afastam-na - no entanto no Natal e fim de ano tal não acontece pois o fator saudade atrae uma clientela que não muda de comportamento influenciada pelo preço. As companhias nestas épocas específicas têm procura garantida pelo que não necessitam de reduzir os preços para terem os aviões cheios. Se por acaso houvesse uma descida abrupta de turistas continentais no natal e fim de ano os preços cairiam mas enquanto for possível encher os aviões com facilidade nada feito.

El Chato • há 3 meses

O problema aqui prende-se com o subsídio de insularidade... Enquanto a RAM cobrir a diferença entre o que o madeirense paga e o que a companhia rouba é difícil fazer seja o que for.

Experimentem tentar fretar um A320 a uma companhia qualquer para vir a madeira, vão ver as dificuldades que isso implica... é de loucos... é mais fácil conseguir autorização para aterrar um 747 carregado de explosivos na casa do Trump!

CUBANO 25 • há 3 meses

Os politicos hoje resolvem os problemas mandando-lhes com dinheiro para cima, é a maneira mais fácil, não dá qualquer trabalho e como o dinheiro não é deles vão andando.
O caso do preço dos bilhetes foi mais um resolvido da mesma maneira, se os preços são caros nós subsidiamos, mas, depois estamos todos a pagar, mesmo os que não viajam e quem viaja tem que arranjar dinheiro para pagar o bilhete, para depois receber o reembolso.
Se quando a TAP era publica nunca resolveram o problema agora que é privada a solução fica mais complicada mas há outras alternativas, mas, claro que dá trabalho a negociar, não haverá outras companhias low cost interessadas ?

Povo enganado • há 3 meses

Segundo o texto, no qual eu acredito, poderá haver soluções mas vão de encontro aos grandes lobbies e à falta de vontade do G.Regional que tem por obrigação envidar esforços tentando apurar porque as outras companhias, apesar da falta de oferta, não se interessarem por esta linha. Já se tentou a solução da parceria da região com a SATA? está posta de parte? Porquê?

Atento II • há 3 meses

Quem controla a TAP é o governo da república - a geringonça de esquerda - e por isso reverteram a privatização.
Como não podem injectar o capital que a TAP necessita - porque a UE não permite - vão-nos ao bolso.
Mas é um roubo de esquerda, é bom!!!
Votem em geringonços!!!!

Arcanjo Delgado • há 3 meses

És um triste !!

Povo enganado • há 3 meses

Este senhor atento parece que está sempre desatento ou então é um doente ideológico que , confunde tudo com esquerda e direita. Para ele apenas conta ideologias partidárias mesmo que lhe estejam a ir ao bolso. Quem é que vai injectar o capital na TAP, o Zé pagode? de onde sairá o capital a ser injectado, do Zé pagode? A solução não passa por aí mas sim evitar que estes chulos nos esfolem com preços de passagens escandalosos!. Percebeu ou é preciso um desenho? Tire a venda dos olhos!

Atento II • há 3 meses

Se a TAP fosse apenas de privados, quem teria que injectar capital seriam os privados.
Como o controlo é público e a UE não permite "ajudas de estado", a solução é aumentar o preço dos bilhetes aos residentes na Madeira e Açores que, como têm direito a reembolso do estado (por acaso...), acaba o estado a injectar capital na empresa.
Como eu sei que esta explicação é de difícil percepção para si, estou disponível para fazer-lhe o desenho e enviar-lhe pelo correio.
Qual é a sua morada?

Povo enganado • há 3 meses

Sr atento, não vale a pena dar-lhe a morada porque por aquilo que vejo o sr não tem explicação. Acha que os privados tiram o dinheiro do bolso para injecta-lo na TAP, na EDP ou nos bancos ou vão ao bolso do cliente/contribuinte? Se ainda acredita no pai natal veja outros casos como os CTT depois de ser privatizado que ficou mais caro e pior serviço. Havia mais exemplos mas não cabe aqui. Aconselho-o a ler novamente o texto porque é de fácil compreensão e então discuta o tema. Não discuta partidos quando se fala em defender a população. Os partidos seja de esquerda ou direita andam todos ao mesmo, a caça ao voto.

Atento II • há 3 meses

Seguindo as suas premissas, é caso para perguntar:
- Qual é a empresa que não vai buscar capital ao bolso do contribuinte/cliente?
- O Povo enganado tem alguma empresa em que tal aconteça; onde não tem lucros e vende a baixo dos custos por benemerência?
Se tem, eu gostaria de saber qual é, para também aproveitar...